Páginas

17 de junho de 2010

Poema desafinado

Tenho que buscar uma solução.
Vou tentar viver
ver as pessoas
ver o pôr-do-sol
lutar contra esse maldito mundo
esse Sistema repressor.
Tenho que ver
escutar
esperar
ouvir.
Vai ser difícil,
mas nada fácil tem graça.
Fazer isso não por diversão
nem porque está na moda,
mas porque eu tenho olhos
e não vou ficar fingindo que sou cego
como todo o mundo que fazer.
A verdade dói
tanto lato senso, como stricto senso
Todavia eu não posso ser mais um hipócrita
ou um medíocre que não quer lutar.
Por isso companheiro (a):
vamos lá
desafinar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário