Páginas

26 de janeiro de 2011

Considerações sobre o medo

As pessoas dizem por aí que têm medo de muitas coisas e tal. As mulheres não podem ver um rato ou uma barata que já saem correndo para subir em qualquer lugar que vêem pela ficar gritando até uma pessoa passar para salvá-la. Outras pessoas têm medo de umas merdas aí que não vou perder nem meu tempo citando aqui. O medo está inserido na pessoa humana de qualquer forma. Nós não podemos escapara dele. Um dos medos que me interessam é a morte. O medo que quase todas as pessoas possuem. Mas esse não é u medo que predomina em minha vida. Eu não apresento esse medo absurdo que as pessoas têm da morte e de morrer. Isso e do natural de casa um e nós não podemos evitar isso. Mas deixemos os caras com seu medo da morte aí, né? Mas o que diabos eu tenho medo? O que me faz realmente ter medo? Rapaz é complicado. Difícil falar isso, né? As pessoas podem usar isso contra ti. Todavia deixemos de onda e continuemos o texto. Eu tenho medo de umas coisas aí, porém o que me dá mais medo são meus sentimentos. Esses filhos da puta me dão medo. Um tal de amor, gostar, apaixonar e outros verbos. Tenho medo de amar uma pessoa. Tenho medo de gostar de uma pessoa. E o que me dá mais medo: tenho medo de me apaixonar por uma pessoa. E por que isso, velho? Não sei, bicho. Nem eu mesmo sei. Sei lá. Tenho medo de me entregar, saca? E no final não tem aquela reciprocidade das coisas, entende? Aí as coisas não ficam legais. Porém isso são coisas da vida, né? Coisas que acontecem com qualquer um e tal e por isso “não devemos nos importar com isso”. Todavia, isso me dá medo. Muito medo, bicho. Não sou um coração de pedra que uns falam por aí não. Eu tenho sentimento e eles me dão medo. Então... falou.

3 comentários:

  1. eu tenho nojo de barata e medo de aranha e não sou mulher... ha ha, mas também não temo a morte e nem os verbos que tu citou! mas tenho meus medos sim, e são bem confusos, como quase todos os medos profundos que qualquer um tem

    ResponderExcluir
  2. "Eu tenho medo e medo está por fora
    O medo anda por dentro do teu coração
    Eu tenho medo de que chegue a hora
    Em que eu precise entrar no avião
    Eu tenho medo de abrir a porta
    Que dá pro sertão da minha solidão
    Apertar o botão: cidade morta
    Placa torta indicando a contramão
    Faca de ponta e meu punhal que corta
    E o fantasma escondido no porão
    Medo, medo. medo, medo, medo, medo..."

    (trecho de Pequeno Mapa do Tempo - Belchior)

    Sei lá... Lembrei desta música quando li o texto.

    ResponderExcluir
  3. Você não tem medo do amor! Tem medo da dor que ele pode lhe causar, sente a vontade, o desejo, mas tem medo da dor que ele pode lhe causar..

    ResponderExcluir